[Timezone Detection]
X
Cadastro rápido

Nome de usuário: Endereço de e-mail:
Verificação humana

Em que ano estamos?


Curtidas Curtidas:  0
  1. #1
    Roberto is online now Roberto's Avatar
    Administrator
    Join Date
    Jan 2004
    Location
    Natal-RN
    Posts
    2,525

    Comunicação visual no século 21 - A geração pop-up

    Saltando aos olhos

    As imagens fazem parte de um dos vestígios mais antigos da humanidade, que se prolonga e gera curiosidade até os dias de hoje. O mundo Pré-Histórico é conhecido por suas marcações rupestres, a Antiguidade por suas imagens inscritas em vasos e em diferentes objetos. Mas além das imagens bidimensionais, existem também as imagens tridimensionais, como estátuas e obeliscos, que frequentemente identificam a grandeza das grandes civilizações da Mesopotâmia, Egito, Grécia e Roma.

    A comunicação visual representa uma das melhores formas de se comunicar entre os seres humanos, não só por sua origem histórica através de pinturas rupestres feitas com ideogramas e pictogramas, mas também por despertar nos dias de hoje lembranças, desejos e fascínios. A visão tornou-se o sentido que o homem mais utiliza desde que se tornou um ser bípede, através dela ele pode ver um mundo novo a cada dia, obtendo em cada olhar, diferentes explicações e significados dos elementos que o rodeia.


    Há um grande poder na comunicação visual, estudos da Universidade de Nova Iorque apontam que as pessoas se lembram de 10% do que ouvem, 20% do que leem, e 80% do que falam. 83% da aprendizagem vem de uma combinação da comunicação visual e oral.

    Aqui é oportuno lembrar a eficácia dos trabalhos manuais só se dá no contexto do binômio acima descrito (comunicação visual + comunicação oral), caso contrário incorrerá no erro descrito por Lawrence Richards [1], o trabalho manual se transformará em um clichê de educação, aonde as crianças se ocuparão com desenhos de figuras bíblicas durante quase toda a aula, nessa visão errada sobre os trabalhos manuais o professor considera que as crianças aprendem "fazendo", de maneira que inventa muitas coisas para mantê-las ocupadas.

    Na última década, vimos uma rápida mudança no que chamamos de visuais de aprendizagem. Os avanços na tecnologia, mídia, plataformas e dispositivos inteligentes transformaram os vídeos, fotografias e visualização digital na principal maneira em que nós entendemos as informações e organizamos nossas ideias e processos cognitivos. É justo dizer que, em vez de ler o texto, nós mudamos para formas visuais de divulgação da informação. Os insights decorrentes da forma como usamos os recursos visuais estão sendo usados para facilitar formas mais potentes de comunicação, a fim de alcançar objetivos nossos objetivos.

    Por que estamos vendo visuais sendo usados para comunicar informações nos dias de hoje?

    Bem, pela mesma razão que dizemos que uma foto vale mais que mil palavras: 1 = 1.000. Parece que houve um deslocamento textual para gifs animados, fotografias e vídeos - tornaram-se um dos nossos meios padrões de triagem e de compreender as grandes quantidades de informação a que estamos expostos todos os dias. Estamos imersos em uma cultura visual, as imagens não são apenas produzidas, mas consumidas.

    outdoorads02.jpg

    ads-44.jpg

    weallpay_billboard.jpg

    A publicidade canaliza essas sensações causadas pela visão em seus anúncios que produzem uma sinestesia no consumidor, que significa uma condição neurológica, no qual os cinco sentidos do ser humano se misturam, gerando inúmeras sensações ao ver uma cor, textura, observar a iluminação da peça ou a arquitetura. A sinestesia produz no ser humano a emoção que o anúncio se propõe a transmitir, cativando-o e mostrando que está se preocupando com ele, deste modo a publicidade deixa de exigir a compra do produto e passa a transmitir para o consumidor a ideia que está impressa no papel. Sensações que através da visão transformam-se em táteis, gustativas, olfativas e auditivas.

    A comunicação está passando no século XXI por um processo de evolução assim como a tecnologia, que está buscando cada vez mais interagir com o ser humano, uma comunicação que estimule os sentidos do consumidor é um dos caminhos futuros para a publicidade e comunicação em geral. As experiências sensoriais podem ocorrer de diferentes formas e níveis de comunicação da marca e estimular um ou todos os sentidos, podem acontecer através de estímulos visuais, táteis, sonoros, gustativos e olfativos.


    Leia mais sobre sinestesia:
    http://www.escoladominical.net/showt...multisensorial

    http://www.escoladominical.net/showt...ultisensoriais

    http://www.escoladominical.net/showt...ultisensoriais

    http://www.escoladominical.net/showt...tridimensional

    http://www.escoladominical.net/showt...los-educadores

    http://www.escoladominical.net/showt...tido-dominante

    http://www.escoladominical.net/showt...a-dos-Sentidos

    http://www.escoladominical.net/showt...multisensorial

    http://www.escoladominical.net/showt...entretenimento

    http://www.escoladominical.net/showt...m-do-evangelho

    http://www.escoladominical.net/showt...hist%F3rias-3D

    A comunicação visual e a publicidade estão interagindo com o consumidor criando anúncios sinestésicos. A sinestesia é explicada no campo científico como uma modificação sensorial, uma apuração dos sentidos. Tato, paladar, olfato, visão e audição se misturam formando uma cadeia de sensações e significados quando uma imagem desta natureza é apresentada.


    Abaixo você poderá acessar os links com mais peças publicitárias em 3D:
    http://www.onextrapixel.com/2012/11/...dvertisements/

    https://www.google.com.br/search?q=o...Q&ved=0CBwQsAQ

    Visuais contam magistralmente a história de uma pessoa, uma causa, uma empresa. Desejamos transmitir uma mensagem a todo e qualquer público de forma inspiradora e mais envolvente, e que a história irá capturar a imaginação de quem ouvi-la. Por que você acha que as tecnologias visuais tornaram-se o conector perfeito para a nossa necessidade de aprender, compreender, melhorar e comunicar?

    Com o desenvolvimento da impressora 3D, por exemplo, os designers podem produzir rapidamente desenhos espaciais. Isso exige novas ideias de ambos: designers e comunidade empresarial. As leis da natureza já não detêm essa geração. Armado com a evolução tecnológica, os designers de hoje são agora capazes de não se limitarem por dimensões.

    Veja por exemplo a caneta 3D:



    O cérebro é treinado para ver o volume em um esboço plano e descobrir uma estrutura por trás do volume em um desenho.

    Esta geração pop-up está se movendo facilmente do 2D para 3D como se eles nem percebessem que existe uma diferença. Apesar disso, o fenômeno pop-up não é recente. Empreiteiros japoneses medievais usaram modelos de construção tridimensionais chamados "Okoshi-ezu" no início dos anos 1600, para construir elegantes casas de chá. O Okoshi-ezu eram origamis como pop-ups de desenhos 2D. Estes eram documentos de construção multidimensionais muito precoces, vistos como uma série de páginas de um conjunto de desenhos de trabalho 2D e, ao mesmo tempo dobrado para modelos de construção tridimensionais, a fim de comunicar visualmente os detalhes da construção concluída. Em uma interpretação moderna do Okoshi-ezu, são programas de modelagem 3D que estão sendo usados por uma geração de construtores, engenheiros e arquitetos.

    okoshiezu.jpg

    As imagens publicitárias têm o aspecto de se renovar, de se recriar semanticamente gerando inúmeros significados e assim conseguindo gerar a expectativa do público sobre qual será seu próximo passo. Nós vemos as propagandas quando viramos uma página, uma esquina ou quando um veículo passa por nós, o que não é tão raro de acontecer. Uma simples volta no entorno de minha residencia já foi possível registrar vários outdoors com arquitetura pop-up.

    DSCF1848.JPGDSCF1855.JPGDSCF1861.JPGDSCF1853.JPG

    Os anúncios publicitários têm o caráter de sempre estarem buscando novos conceitos e terem continua evolução.

    Na educação cristã, gerações de jovens nasceram e vivem em uma área de sombra, terra de ninguém entre a segunda e terceira dimensão. A comunicação visual secular, mídia, a publicidade já estão se movendo para a 4D aonde temos cinemas em quatro dimensões (4D) em que poltronas balançam, fumaça e cheiro de pólvora, curvas e chacoalhadas do carro ou a passagem de um dinossauro são sentidas dentro e fora da tela, ao passo que, editoras evangélicas nacionais sequer possuem em seus planos curriculares visuais e trabalhos manuais em 2D.

    Veja abaixo uma peça publicitária (outdoor) em 4D, expelindo fumaça:

    ads-19.jpg

    Os mundos estão ligados entre si; 2D e 3D. Uma nova era está surgindo; demonstrações artísticas, visuais, na moda, publicitárias e educacionais estão presentes, são mudanças em todas as disciplinas e em todas as dimensões.

    Abaixo um exemplo de arte urbana pop-up:

    pop-up-art_utility-box.jpg

    Em 2010, o estilista japonês Issey Miyake apresentou pela primeira vez uma coleção inovadora chamado 132 5. Trabalhando em estreita colaboração com um cientista da computação, algoritmos matemáticos foram projetados em formas 3D, que foram, em seguida, em formas bidimensionais pressionado pelo calor. Quando estas peças de vestuário foram dobradas, assemelham-se as criações de origami. Quando elas foram vestidas, formas tridimensionais pop-out se projetam a partir do corpo.

    3129.jpg


    [1] Teologia da Educação Cristã, Editora Vida Nova, 3ª Edição, 1996, p.134, Lawrence O. Richards


    › Veja Mais: Comunicação visual no século 21 - A geração pop-up

  2. #2
    Roberto is online now Roberto's Avatar
    Administrator
    Join Date
    Jan 2004
    Location
    Natal-RN
    Posts
    2,525

    Re: Comunicação visual no século 21 - A geração pop-up

    Burger King cria anúncio com cheiro e fumaça do Whopper

    size_810_16_9_Burguer-King.jpg
    Campanha Burger King: anúncios têm o cheiro do Whopper e fumaça de verdade

  3. #3
    Roberto is online now Roberto's Avatar
    Administrator
    Join Date
    Jan 2004
    Location
    Natal-RN
    Posts
    2,525

    Re: Comunicação visual no século 21 - A geração pop-up

    No Brasil este Evangelista de criança produz Bíblias pop-up gigantes. São 40 temas disponíveis.






    https://www.elo7.com.br/49370f/produtos
    https://www.facebook.com/Tio-Roberto-831978556814083/

  •   
+ Responder tópico
+ Novo Tópico

Resposta rápida Resposta rápida

  • :stupid:
  • :cool:
  • :lol:
  • :frown:
  • :numbness:
  • :RpS_rolleyes:
  • :butterfly:
  • :very_drunk:
  • :eek:
  • :loyal:
  • :RpS_drool:
  • :bee:
  • :smile:
  • :adoration:
  • :tiger:

Clique aqui para logar


Em que ano estamos?

Thread Information

Users Browsing this Thread

Há atualmente 1usuários navegando neste fórum. (0 membros e 1 visitantes)

Posting Permissions

  • You may post new threads
  • You may post replies
  • You may not post attachments
  • You may edit your posts
  •