Curtidas Curtidas:  0
  1. #1
    Roberto is offline Roberto's Avatar
    Administrator
    Data de inscrição
    Jan 2004
    Location
    Natal-RN
    Posts
    2,698

    O que sua igreja precisa fazer para abandonar a EBD tradicional

    Corbis-42-17993036.jpg

    Vimos no tópico anterior que as principais editoras cristãs como a Juerp e a CPAD elaboram planos curriculares. O plano curricular é onipresente seja qual for o modelo educacional cristão adotado, mesmo para igrejas que não têem adotado o modelo de Escola Dominical tradicional. A ênfase aqui é deixar claro que buscar outros modelos alternativos à EBD não é uma tarefa fácil porque demandam também um plano curricular, então, antes da sua Igreja se aventurar para fora da EBD é necessário ter em mente que seja qual o for o novo modelo educacional a ser adotado, será necessário um plano curricular e este requer um esforço hercúleo para sua elaboração.

    Algumas Igrejas no Brasil têem se aventurado nessa seara, já citamos aqui a Assembléia de Deus em Belém que lançou um plano curricular online, clique aqui para rever o tópico, aliás, diga-se de passagem, não é um plano curricular, por isso desaconselhamos que sua igreja adote. Outra igreja que podemos citar é a Igreja Batista da Liberdade, no bairro da Liberdade, em São Paulo-SP. Eles criaram um modelo alternativo para a EBD, veja aqui, após várias críticas à EBD tradicional, é proposto um arremedo de plano curricular. Planos curriculares são paradigmais, não há como escapar disso seja qual for o modelo de educação cristã que sua igreja adota, reiteramos que não é uma tarefa fácil prepará-lo.

    Um plano curricular deve prever Sequencia.
    Seqüência é característica do plano curricular que organiza as experiências de aprendizagemda melhor forma para que a aprendizagem ocorra. Se o escopo é o "o que do currículo", aseqüência trata do "quando do currículo". Sequenciamento refere-se ao arranjo de aulas, conteúdos, atividades de aprendizagem e processos no plano curricular.

    Para se elaborar um currículo ha cinco grandes princípios:

    O princípio do simples ao complexo
    afirma que a aprendizagem é estimulada quando a apresentação começa com idéias fáceis e concretas e se move para as de mais difícil conteúdo, muitas vezes abstrato. Já escrevemos neste curso sobre as idéias de Piaget sobre o pensamento concreto e abstrato

    O princípio da aprendizagem pré-requisito
    afirma que uma base de aprendizagem é necessária antes que os níveis mais elevados de compreensão sejam atingidos. Aprendizagem pré-requisito trabalha o pressuposto de que os bits de aprendizagem são assimilados até que o todo seja aprendido. Esse princípio se assemelha ao conceito de aprendizagem significativa, do psicólogo educacional David P. Ausubel, citado por Madalena Molochenco, no Curso Vida Nova de Teologia Básica - Educação Cristã.

    O princípio da separação do todo
    Sugere que o conteúdo ou a experiência é apresentada numa visão geral e é então dividido em partes menores.

    Princípio cronológico
    Aprender seqüências de conteúdos e experiências de acordo com o período de tempo em que ocorreram.

    Princípio da organização

    Os designers de currículo usam elementos para assegurar que o plano curricular esteja adequadamente relacionados entre si. O princípio de organização tenta responder à pergunta: "Como podem os elementos de desenho curricular serem reunidos em síntese adequada?" Há cinco elementos do desenho curricular. São eles: objetivos, escopo, a metodologia, os alunos e contexto. O elemento chamado objetivos tenta responder à pergunta "por quê?" O elemnto escopo procura responder à pergunta "O que vamos estudar?" Metodologia responde a pergunta "Como é que vamos estudar?" O elemento chamado respostas aos alunos a pergunta "Quem vai aprender?". Contexto procura responder à pergunta:" Para onde a aprendizagem está levando?". O princípio de organização é como uma receita. Uma receita garante que todos os ingredientes estejam reunidos numa relação correcta entre si. O princípio de organização afirma que um currículo eficaz envolve alguém (o aluno), em aprender algo (o escopo), de alguma forma (metodologia), em algum lugar (o contexto), para algum propósito (objetivos).

    O Designer de currículo eficaz examina os objetivos para o currículo, as habilidades dos alunos, bem como a natureza do conteúdo, utiliza experiência ou habilidades para determinar qual será a melhor abordagem para a sequência da experiência de aprendizagem para melhores resultados.



    Já comentamos neste curso a opinião de Madalena Molochenco mas é de bom tom reprisá-la: "Recentemente, nossas igrejas têm sido confrontadas com novos modelos de organização eclesiástica. No entanto, tais modelos não apresentam de forma clara algum referencial para um programa de desenvolvimento educacional, tampouco ensinam como o conhecimento se dá ou porque determinada maneira de ensinar está sendo adotada. Na verdade, o que temos é tão somente um novo formato para executar.

    Com tantas novidades nesses novos percursos, os educadores acabaram se perdendo e agora, a meu ver, tanto o modelo educacional tradicional quanto os novos modelos não possuem fundamentação teórica, mas apenas prática. Gostaria de deixar claro que não estou criticando os idealizadores de tais modelos. Eles estão certos, pois os criaram para a realidade na qual suas igrejas estão inseridas. Miha crítica é mais voltada para nós mesmo, que aceitamos modelos e novidades sem antes fazermos uma avaliação criteriosa".



    › Veja Mais: O que sua igreja precisa fazer para abandonar a EBD tradicional

  2. # ADS
    Circuit advertisement
    Data de inscrição
    Always
    Location
    Advertising world
    Posts
    Many
     

  3. #2
    Roberto is offline Roberto's Avatar
    Administrator
    Data de inscrição
    Jan 2004
    Location
    Natal-RN
    Posts
    2,698
    Princípio do Contexto

    Talvez o princípio mais básico para o desenvolvimento do currículo, além do objetivo geral de desenvolver discípulos maduros, é o contexto. O ensino nunca ocorre no vácuo, é sempre realizado dentro de um ambiente, e também molda os resultados. É difícil ensinar as pessoas a amarem um ao outro, se uma congregação está envolvida em uma disputa sobre a cor do tapete no santuário, o tipo de música escolhida para o culto, ou qualquer um dos muitos argumentos que podem surgir dentro de uma congregação. Educadores cristãos não podem controlar todos estes eventos, é claro, mas também não pode ignorá-los. Às vezes, temas curriculares são escolhidos para satisfazer uma necessidade evidente.

    Dos planos curriculares existentes no mercado editorial, salvo melhor juízo, o da CPAD tem se notabilizado nesse princípio. A revista do próximo trimestre daquela editora (1º trimestre de 2013) aborda um tema hodierno.

    1T2013cpadJovenseadultos.jpg

    Abaixo uma citação da temática constante no Livro base do trimestre, que vive não só as Assembléias de Deus mas várias denominações :

    A história da chamada de Eliseu e como se deu o seu discipulado deveria servir de padrão para os ministros hodiernos! Infelizmente a qualidade dos ministros evangélicos da atualidade tem caído muito e a fragmentação das Convenções e Concílios tem uma boa parcela de contribuição nesse processo. Geralmente o processo acontece pela disputa de domínio de determinado espaço ou território entre as lideranças, que não chegando a um consenso sobre as suas esferas de atuação, resolvem dividir de forma litigiosa determinado campo pastoral. Feito isso, a parte menor passa a consagrar ministros para que uma nova Convenção ou Concílio seja formado. É exatamente aí que as qualificações exigidas para a apresentação de um Ministro da Palavra costumam ser esquecidas. O alvo agora não é mais a qualidade, mas a quantidade, visto que se procura quórum para a nova Convenção formada! Já vi e ouvi por esse Brasil afora de Convenções consagrando ao ministério: sodomitas, pedófilos, estelionatários, etc., para oficiarem como ministros do Senhor! A consequência de tudo isso é refletida nas igrejas, que passam a atuar simplesmente como meros clubes sociais e não como o verdadeiro Corpo de Cristo.” (p. 98)

  4. #3
    Que maravilha... Deus seja louvado...


  •   
+ Responder tópico
+ Novo Tópico

Resposta rápida Resposta rápida

  • :RpS_scared:
  • :biggrin-new:
  • :sulkiness:
  • :courage:
  • :neutral:
  • :ghost:
  • :onthego:
  • :RpS_glare:
  • :apthy:
  • :smiley_simmons:
  • :cat:
  • :watermelon:
  • :emptiness:
  • :mad:
  • :RpS_wink:

Clique aqui para logar


Qual a capital do estado da Bahia?

Informação do Tópico

Users Browsing this Thread

Há atualmente 1usuários navegando neste fórum. (0 membros e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. Dez coisas para fazer com seus filhos antes que eles completem 10 anos
    By Joasyane Oliveira in forum Artigos sobre Educação
    Respostas: 0
    Último post: 09-06-12, 09:19 AM
  2. Lição 06 - Precisa-se de Discípulos
    By Franz in forum Revista 2 - 2º Trimestre
    Respostas: 1
    Último post: 07-05-11, 10:21 AM
  3. É preciso abandonar Pai e Mãe?
    By crispa in forum Debates teológicos
    Respostas: 11
    Último post: 17-11-09, 03:06 PM
  4. Pastas para fazer....
    By SandraMac in forum Lapbooks
    Respostas: 9
    Último post: 19-07-09, 12:04 PM
  5. Respostas: 2
    Último post: 15-07-04, 12:42 AM

Permissões de postagem

  • You may post new threads
  • You may post replies
  • You may not post attachments
  • You may edit your posts
  •