Por que algumas igrejas são profundamente envolvidas em missões? Os membros ofertam generosamente, mesmo sacrificialmente? Um número significativo de jovens são voluntários para a obra no país e no exterior? Como podemos explicar isso, quando muitas igrejas da mesma denominação dão apenas um aceno simbólico para a obra missionária? Uma resposta é a diferença na educação missionária. Em vez de fazer missões uma parte incidental do programa de educação, forma o coração da igreja. A educação missionária básica é a necessidade de reconhecer que missionário não é opcional para a igreja. Não é um tratamento especial na forma de um filme ou um orador convidado para ser espremido na hora da escola dominical no quinto domingo de um mês. Missões é imperativo de Deus. Missões é o próprio Cristo chegando no poder do Espírito Santo através de seu corpo, a igreja, com a Palavra de Deus para o mundo. Educação missionária, então, é um programa de aprendizagem através do qual as crianças descobrirão a visão de Deus para o mundo, e assim, levados a responderem a Ele, fazendo a sua parte em levar o evangelho para o mundo, seja perto ou longe. Educação missionária, para ser eficaz, deve ser saturada com a oração (Mt 9:37-38), tecida ao longo de um planejamento cuidadoso, e sustentado pelo amor de Cristo, que obriga os verdadeiros crentes se considerarem devedores de toda a humanidade. Missões, de acordo com o padrão do Novo Testamento, nasce de um corpo local de crentes que representam Cristo, e está buscando ganhar os perdidos em sua comunidade. A partir deste corpo, o Espírito Santo chama alguns cristãos para representar Cristo longe da igreja local. Estas testemunhas longe de casa são chamados de missionários. Podem servir apenas a alguns quilômetros da igreja local, envolvido no que chamamos de missões locais, ou eles podem ser do outro lado do mundo no que chamamos de missões transculturais. Eles geralmente trabalham sob a direção de uma missão ou uma agência de envio. Onde quer que estejam estes enviados cooperaram com o corpo local de crentes em sua nova área. Michael Griffiths, diretor-geral da Overseas Missionary Fellowship, escreveu: "os missionários de hoje são companheiros de armas, os reforços internacionais para trabalhar ao lado de irmãos nacionais, lutando para emergir igrejas. Precisamos de uma força missionária verdadeiramente internacional e interracial. O missionário moderno pode ser um asiático, Africano, ou um sul-americano tanto quanto um norte-americano ou um europeu".

Informação. Devem ser dado às crianças fatos de missões e não um estereótipo vago do trabalho missionário. Quando as crianças forem informadas sobre a obra missionária, não podemos mais deixar a impressão de que o missionário vai necessariamente permanecer uma vida inteira de serviço em um país, fazendo um tipo de trabalho. Na verdade, os cristãos são necessários para o serviço especializado por um período específico de tempo. Atualmente, Missões de curto prazo é um ministério popular e desafiador no país e no exterior. Alguns missionários permanecem por um prazo de um ano para uma atribuição específica. Outros permanecem por apenas algumas semanas, ou podem permanecer por dois anos ou mais. Alguns indivíduos se tornam missionários de carreira como resultado de missões de curto prazo. Ao dar às crianças informações factuais sobre missões, obreiros devem evitar ênfases indevidas sobre costumes estranhos, cultura e língua. Eles não devem expor as crianças só às atrações turísticas cênicas do país. Também não devem imaginar apenas as áreas rurais, ignorando as cidades modernas cheias de pessoas bem-educadas.

Envolvimento
Em cada nível, a Igreja procurará envolver as crianças em atividades de aprendizagem adequadas, projetos e práticas que estão dentro do entendimento da faixa etária. Estas atividades incluem lembrança de pedidos de oração específicos, coleta de ofertas para gastos missionários locais e necessidades de estrangeiras. Desde que seja fundamental para o programa da igreja local, será perfeitamente natural integrar um currículo planejado de educação missionária. Cada departamento deve ter um programa projetado especificamente com objetivos, conteúdos, métodos para o seu grupo etário. Os projetos devem ser tangível: "levantamento de dinheiro para necessidades missionárias específicas, ou dirigir oração para um determinado motivo". Muitas igrejas continuam a operar a filosofia "vá-por-mim" que é o oposto de missões. Missões por procuração é fácil, porque nós não precisamos estar envolvidos. Desde que, missões é Cristo chegando através de um crente, todos os trabalhadores de educação cristã na igreja local devem ser extremamentes preocupados com missões. Não podemos permitir que nossos filhos pensem que os missionários como os únicos cristãos que vivem uma vida de sacrifício, dando-se em serviço incansável para os perdidos. Hudson Taylor, fundador da China Inland Mission (agora Overseas Missionary Fellowship), escreveu: "Não há dois Cristos, um que chega fácil para os cristãos, e um que chega com sofrimento, para os crentes excepcionais. Há apenas um Cristo. Essa questão deve estar na vanguarda do pensamento de cada professor.

Como ensinar missões
Como outros aspectos da educação cristã, o conteúdo e o método de educação missionária deve ser regulados pelas necessidades e capacidades dos alunos. Um programa total da igreja deve ser elaborado, correlacionando-se o âmbito da educação missionária para cada faixa etária. Uma comissão deverá rever periodicamente para ter certeza se não há sobreposição com o currículo de escola dominical. Cópias do programa devem ser distribuídos para todos os trabalhadores da educação e os pais cristãos das crianças, toda a Igreja pode cooperar na educação missionária equilibrada e eficaz. Em uma tentativa digna de colocar missões no lugar que deve ter na Escola Dominical, algumas escolas colocaram de lado suas aulas regulares uma vez por mês ou trimestralmente em favor de uma ênfase missões. Isso perturba gravemente a continuidade de uma unidade curricular que é desenvolvida progressivamente. Outra idéia é a característica de um país em cada ano da escola, como o Japão no primeiro ano, Guatemala no segundu, Alemanha, no terceiro, etc. Também, cada departamento, mantém seu próprio museu de fotos, curiosidades e fantasias missionários. Essas coleções são valiosas, mas este sistema não é adaptável aos interesses especiais de igrejas locais. A ênfase de missões é tecida na trama e urdidura das Escrituras, torna-se parte integrante de todo o estudo da Bíblia. Se cada professor salienta missões sempre que a Escritura enfatiza ela, ele vai ter uma ênfase constante. Uma ou duas vezes por ano, toda a igreja pode ter uma semana especial de missões em que os missionários falam, dão aulas, fazem exposições, as necessidades correntes são apresentados, e chamam à oração. Quando deve começar a educação missionária? No viveiro! Se criar uma base sólida nos anos pré-escolares, não teremos de derrubar conceitos falhos mais tarde e reconstruir de acordo com a Palavra de Deus.

Crianças de dois e três anos de idade

Conceitos bíblicos
Deus ama a todos. Deus quer que todos O amem.

Métodos e materiais
Crianças de dois e três anos de idade são naturalmente curiosas. Eles gostam de lidar com um novo objeto, olhar, sentir, cheirar! Aproveite esta curiosidade natural para dar uma apresentação de missões, e tem vários objetos disponíveis que podem ser vistos e tocados. Tais itens como utensílios de cozinha, modelos ãoe casas, e artigos de vestuário vai ajudar as cianças a perceberem que a vida é diferente para os missionários que vivem "longe". Uma discussão de imagens que retratam famílias estrangeiras comendo, brincando e trabalhando, também pode ser usado para ajudar as crianças a tomar consciência de que existem pessoas no mundo cuja cor de pele e estilo de vida é diferente da delas. Essa faixa etária desfruta de encenação. Deixe-os agirem em situações que demonstram dar e expressar amor aos outros, como o seguinte: empréstimo de empréstimo a um amigo, ajudar a mãe com uma tarefa simples, e dar um pequeno presente para um vizinho idoso ou parente. Outras abordagens possíveis incluem contar histórias missionárias verdadeiras, visualizando histórias com fantoches, convidando um missionário para visitar o departamento, e proporcionando trabalho manual para que as crianças façam o que enfatiza o amor de Deus em ação.

Crianças de quatro e cinco anos de idade

Conceitos bíblicos: Pecado é desobedecer a Deus. Jesus morreu pelo pecado de todos. Jesus é nosso Salvador. Jesus vai salvar a todos que vem até ele.

Métodos e materiais.
Enfatizar as necessidades próximas missões (locais), no entanto, não ignorar as missões estrangeiras. Reconhecer o fato de que crianças nessa idade têm uma consciência mundial ampliada por causa da televisão, livros, revistas e viagens. Introduzir famílias de missionários da igreja que têm filhos pequenos. Apontar, "Estas crianças vão ajudar os pais dizer aos meninos e meninas na terra de ____________ a respeito de Jesus." O que crianças nessa faixa etária podem fazer. Eles podem entender as necessidades concretas de um missionário em especial, seus filhos e orar por eles, ofertar dinheiro, compartilhar o que eles estão aprendendo com os visitantes ouvir e agir com as histórias missionárias, gostam de visitas missionárias; manipular objetos; ver fotografias de missionários e livros ilustrados, aprender canções missionárias que foram cuidadosamente visualizadas; jogar games do país em estudo; livros para colorir de cor missionárias (disponível em livrarias cristãs) e brincar com bonecas de papel missionário. Estas crianças podem compreender a necessidade de dar dinheiro para as missões que eles sejam apresentados com um projeto específico missionário para aonde seu dinheiro vai. Na escolha de um projeto, escolha um que seja significativo para a sua idade, um projeto que se encaixa no programa da igreja em geral, e um que lembre as crianças de um ministério missionário. Em uma igreja, as crianças dos quatros a cincos foram convidados ao longo de um período de várias semanas para trazer caixas de gelatina para seu missionário levar para o campo com ele (Ele serviu na Coréia, onde não havia gelatina disponível). No último domingo, o missionário visitou o departamento para receber a oferta do produto. Ao introduzir o missionário, o superintendente pediu aos meninos e meninas que o missionário fez no país do outro lado do oceano. Não é de estranhar que um menino brilhante respondeu: "Comer gelatina!" É uma pena que esses jovens não tinham ouvido nada sobre o seu trabalho missionário cristão na rádio através da qual ela estava alcançando muitas crianças com o amor de Cristo!

Primários

Conceitos bíblicos.
Todo mundo tem pecado. Os pecadores precisam do Salvador. Jesus morreu para levar o castigo pelos pecados de todos. Jesus quer que eu conte aos outros sobre ele. Jesus quer que eu envie dinheiro e ore por missionários e nacionais.

Métodos e materiais. Ampliar informação missionária com o grupo que está pronto para isso. Use livros, lembretes de oração, cartas de missionários, fotos, slides, murais, cartazes, histórias missionárias em cartões flanelógrafo. Ensine as crianças canções missionárias, explicando o significado das palavras para eles. Primários gostam de jogar jogos de países estrangeiros, vestir os trajes de terras estrangeiras, ingerir alimentos e cantar músicas de outras nações. O que as crianças nessa idade podem fazer. Primários podem assumir a responsabilidade pessoal de convidar amigos para a escola dominical e podem entender que esta é uma parte importante do programa missionário da igreja. Eles podem contar aos outros sobre Jesus, e eles podem mostrar o amor altruísta a suas famílias e amigos. Eles podem dar o seu dinheiro, e eles podem se lembrar de pedidos de oração, tanto na igreja e em casa. Primários podem escrever cartas ou gravar áudio/videos mensagens para crianças missionárias e / ou crianças nacionais, recolher roupas ou alimentos para os missionários, presentes artesanais, recolher e enviar cartões ​​de Natal para os missionários, e fazer muitas outras coisas. Eles também podem fazer murais ou cenas de aldeias missionárias.

Juniores Conceitos bíblicos.

Juniores podem tem uma compreensão mais profunda das verdades da Bíblia já ensinadas. As crianças não são salvas porque vivem em um país diferente e têm costumes diferentes, mas porque eles não têm recebido a Cristo como Salvador. Devemos escolher diariamente o que é importante para nós, os valores egoístas da sociedade em torno de nós ou os valores de seguir a Cristo e expandir Sua obra aqui na terra. Métodos e materiais. Muitas das ideias sugeridas para os primários podem também ser usados com juniores. Ensine os juniores o plano da salvação. Incentive-os a compartilhar Cristo com os outros. Juniores desfrutam de eventos atuais relacionados ao trabalho missionário. Relacionar o conhecimento geográfico obtido na escola para as missões. Use mapas, gráficos populacionais, estudos de fatos, fotos. Familiarizar os alunos com os fatos básicos sobre os campos ou entidades missionárias. Apresentar a vida dos famosos missionários, a partir do passado, bem como o presente. Incentivar o estudo individual ou em grupos de cristãos nacionais e no exterior. Estimular a investigação pessoal e leitura de histórias missionárias e biografias. Viagens de campo podem ser rentáveis se os juniores poderem ver em primeira mão como os cristãos estão alcançando os perdidos com o amor de Cristo. Em ocasioes sociais pode ter o estilo e o sabor de um país estrangeiro com comida, jogos, músicas, ou visitar uma casa ou igreja de outra nação. O que os jovens nessa idade podem fazer. Juniores podem expressar interesse genuíno pelas pessoas que conhecem e que não receberam o Salvador. Eles podem orar com uma compreensão mais profunda sobre a sua contribuição pessoal para a obra do Senhor em outro país. A maioria dos juniores têm mais dinheiro do que as crianças o Primário. Eles querem projetos práticos para as missões estrangeiras ou locais. Eles preferem dar dinheiro para uma parte específica do equipamento e não para um fundo geral. Eles podem querer apoiar um órfão de seu fundo de missões. Juniores podem planejar e produzir placas de avisos de missões, cartazes e gráficos. Eles podem construir aldeias modelo, representando os "campos" de missionários específicos. Meninas desfrutam vestir bonecas em trajes nacionais. Alguns juniores pode estar interessado em iniciar um clube 'escrevendo para um amigo', cada um escrevendo regularmente para uma criança missionária. Hoje, muitos adolescentes estão envolvidos na divulgação através de serviços e grupos musicais que trabalham em suas próprias comunidades e através de programas em que eles ensinam em escola bíblica em áreas urbanas ou rurais ou ir vão ao exterior para servirem em uma estação de missão. Muitos destes adolescentes podem ter uma influência dinâmica na vida de outros pré-adolescentes. Pessoas relatam testemunhos brilhantes de pré-adolescentes que podem se comunicar com uma autenticidade que um missionário nunca poderia fazer! Escola dominical. Qualquer que seja a ênfase missionária, ela deve ser tecida na instrução bíblica. Por exemplo, uma lição sobre a oração pode incluir referências a oração atendida dos missionários, uma lição sobre a vontade de Deus poderia incluir, talvez, o testemunho de um missionário apoiado pela igreja.

Link indicado

http://www.escoladominical.net/showt...livro+palavras

Histórias e biografias missionárias com visuais (material inédito e em portugues)

5190_FCweb.1.jpg5270_FCweb.1.jpg5480_FCweb.2.jpg5095_FCweb.1.jpg5250_FCweb.1.jpg5100_FCweb.1.jpg

http://shop.biblevisuals.org/visuali...tdownload.aspx

Livros indicados
capa_52evan.jpgcapa_52miss.jpg

http://www.escoladominical.net/osc_p...roducts_id=580 http://www.escoladominical.net/osc_p...roducts_id=581


› Veja Mais: Educação missionaria - A importância da inclusão de missões no programa infantil