Quais são os benefícios da multimídia? Pode ser útil? Pode construir? A resposta simples pode estar na capacidade da mídia de influenciar as crianças. De acordo com George Barna, autor do livro Transformando crianças em campeões espirituais, a mídia é um dos maiores agentes de influência na vida dos filhos. Barna descreve um sistema de três níveis de influência no que se refere às crianças, com os fatores mais influentes estando no primeiro nível e os fatores menos influentes entando no terceiro nível. Os pais estão na primeira ou na mais influente camada, assim como a maioria das formas de mídia, incluindo TV, música contemporânea, Internet, livros e publicações. O segundo nível ou médio inclui escola e amigos. O terceiro nível ou menos influentes inclui grupos da igreja e família, entre outros.

barna.jpg

Quando os estudos de Barna são combinados com outras descobertas, esses níveis de influência dão um grande insight sobre o que é útil quando se trata de ministério infantil. Considere o seguinte: Pesquisas têm mostrado que 4 de 5 pais (85 por cento) acreditam que têm a responsabilidade primária para o desenvolvimento moral e espiritual de seus filhos, mas dois em cada três deles abdicam essa responsabilidade para a igreja .... Em uma semana típica, menos de 10 por cento dos pais que freqüentam a igreja regularmente com seus filhos lêe a Bíblia ou oram juntos (exceto às refeições) .... E ainda 1 em cada 20 famílias tem algum tipo de experiência de adoração juntos com seus filhos. Pais e mães abandonaram seus papéis como os líderes espirituais de seus filhos e os entregeram para suas igrejas. Olhando para o primeiro nível de influência, parece sábio que as igrejas devam aproveitar o poder da mídia a ser utilizada como uma influência positiva na vida das crianças. A mídia é muitas vezes criticada como distração e que a interação distância as famílias.
Usando-a de maneira positiva e educativa, no entanto, as propriedades da mídia têm o potencial de revolucionar gerações inteiras. A igreja tem opiniões fortes a respeito da mídia, e por um bom motivo. Se a igreja como ela ou não, a prevalência da mídia na vida dos nossos filhos e sua influência no seu desenvolvimento não vai diminuir nos próximos anos. Aa influência dos meios de comunicação será ainda mais prevalente e influente nas gerações vindouras. Estudos realizados pela mídia Kaiser Family Foundation estudando crianças com idades entre seis meses a seis anos, revelam uma imersão sem precedentes dessas crianças mais jovens em vários meios eletrônicos: televisão, DVDs e vídeos, computadores e vídeo games, CDs e rádio. O relatório identificou essa tendência crescente do uso de multimídia por crianças mais jovens como "um fenômeno potencialmente revolucionário". Infelizmente a Igreja brasileira ainda não se apercebeu desse fenômeno e analiza-o não como um fenômeno neutro em si mesmo mas, como um potencial perigo. Ua das maiores editoras cristãs evangélicas brasileiras especializada em currículos de escola dominical acaba de lançar o livro abaixo:

Alerta-geral__g272277.jpg

Esta obra veio abrir os olhos dos pais. De modo direto e objetivo, Alerta Geral é uma fonte para aconselhamentos e consultas sobre os males propagados pela mídia atual às crianças e adolescentes. Através de desenhos animados, bonecos, jogos eletrônicos, o mal entra nos lares recheados de cenas de violências, satanismo e propostas de banalizar o crime, formando assim, crianças rebeldes e violentas. Drogas, Bullying e internet também são alguns temas desenvolvidos nesta obra.
Evidentemente não estamos fazendo uma apologia dos malefícios da mídia mas, a questão não é analizada em sua plenitude. A revolução da mídia já está aqui! Rejeitando o poder da mídia por causa da associação seria como um cavaleiro medieval não usar uma espada, porque é forte e alguém pode se machucar. Nós podemos correr para a batalha da contracultura desarmados, ou podemos adequar-nos e exercer uma dos mais instrumentos culturalmente relevantes já oferecidos à igreja. Como cavaleiros bíblicos, a igreja deve estar pronta, disposta e capaz de se envolver com a Geração M em seus termos. Devemos aproveitar a prevalência e influência da mídia para que possamos aproveitar as oportunidades sem precedentes que temos para alcançar as crianças com o evangelho de Cristo.


› Veja Mais: Cavaleiros medievais na batalha da contracultura