Curtidas Curtidas:  0
  1. #1
    Roberto está desconectado Avatar de Roberto
    Administrator
    Data de Ingresso
    Jan 2004
    Localização
    Natal-RN
    Posts
    2.514

    Currículo intergeracional - Geração Baby Boomers, X, Y e Z numa mesma classe?

    Corbis-42-25875597.jpg

    Pais, mães, e filhos podem aprendem juntos em uma sala de aula? Famílias devem sempre se dividir no minuto em que entram na igreja, e apenas se reúnem novamente duas horas depois no estacionamento?

    Um evento aprendizagem inter-geracional é aquele que inclui duas ou mais gerações interagindo em conjunto para efeitos de nutrição espiritual, descoberta, ou formação. Os benefícios são muitos. Estes incluem o recebimento de afirmação de outros, ajuda as pessoas a entender um ao outro, fornecendo modelos com a obtenção de pontos de vista diferentes do seu próprio, e promove a comunicação e relacionamentos entre os membros da família e outros.


    A maioria das igrejas têm muitas gerações que compõem sua comunidade de fé. Poucas tiram proveito da abordagem intergeracional no seu ministério de educação cristã. O uso efetivo deste modelo tem crianças e adultos ou adolescentes e adulto trabalhando em conjunto e separadamente, em outros momentos. Esse modelo faz com que a família, um grupo, de preferência envolvendo várias famílias na atividade de educação cristã. Este modelo pode ser usado tanto para workshops ou aulas. Futuramente iremos falar sobre workshops. Algumas igrejas usam este modelo de três a seis meses, em seguida, retornar às classes tradicionais.


    A idéia de aprendizagem intergeracional instigou muitos educadores cristãos. Alguns tentaram, muitos desistiram.
    Quais são seus segredos?

    • Não tente permita que uma família permaneça na classe indefinidamente. Um trimestre ou quadrimestre é suficiente, então deixe que retornem às suas classes regulares.

    • Limitar a classe a não mais que 20 ou 25. O mais jovem deve ter no mínimo a idade primária.

    • Currículos intergeracionais são escassos, no Brasil talvez nem existam, então, construa as lições em torno de um trecho da Escritura que tem duas histórias, gráficas para as crianças e as grandes verdades que possam ser aplicadas para os adultos. Podem ser usado Gênesis e Êxodo.

    • Utilização de técnicas de descoberta, não tente falar o tempo inteiro. Dê coisas para que as famílias façam em conjunto, como unidades. Por exemplo: quando passar um teste sobre a lição anterior, dê um exemplar para cada pai. A mãe e os filhos, então, se aglomeram em torno dele para ajudar a responder as perguntas. Lições de casa também foram dadas aos pais para realizarem durante a semana.
    • Use um ambiente informal de cadeiras em círculo, o café para os adultos, espaço suficiente para espalhar-se durante o projeto.

    Naturalmente, algumas técnicas de ensino padrão não podem ser usadas porque elas são apropriadas para os filhos, e são simplistas para adultos. Mas atividades como dramatizações de histórias da Bíblia, caminhando através de mapas no chão da Terra Santa, feita com corda, memorizar os Dez Mandamentos em conjunto cativam estudantes de 7 a 50. Às vezes deve-se lançar uma discussão especificamente aos pais ou às crianças, mas muitas vezes a mesma pergunta é boa para ambos. Muitas vezes um número de famílias continuará com seus estudos bíblicos em casa depois que a aula terminar. Alguns pais que nunca leram a Bíblia às suas famílias, nesta classe serão inseridos em uma nova experiência, e adolescentes estarão dispostos e interessados na participação e preparação das aulas semanais. Pode ser um verdadeiro catalisador para a família.


    › Veja Mais: Currículo intergeracional - Geração Baby Boomers, X, Y e Z numa mesma classe?

  2. #2
    Roberto está desconectado Avatar de Roberto
    Administrator
    Data de Ingresso
    Jan 2004
    Localização
    Natal-RN
    Posts
    2.514

    Debate público!

    Leith Anderson (1990) afirma que os membros de diferentes gerações têm dificuldade em compreender as perspectivas de outras gerações, e assim eles serão atraídos para diferentes tipos de igrejas.
    Você concorda com isso?

  3. #3
    De uma certa forma, ele está certo em sua afirmação.
    Tenho uma prima adolescente, que andava meio desanimada espiritualmente. Já começando a ser atraída pelos
    entretenimentos seculares.
    Depois que passou a frequentar cultos numa igreja onde a maioria é jovem, minha tia tem notado a diferença em seu comportamento.
    Ler a Bíblia, ouvir músicas cristãs e até contar como foi o culto, são alguns aspectos notórios na mudança.

  •   

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. Como se deu as voltas em jericó já q a mesma tinha 250km
    Por Gesiel Lins no fórum Debates teológicos
    Respostas: 10
    Último Post: 26-09-17, 01:10 PM
  2. A geração M (Mídia) - A geração multitarefa - Suas implicações para a EBD
    Por Roberto no fórum Curso Revitalizando o dinossauro Escola Dominical - Estratégias para o século 21
    Respostas: 2
    Último Post: 02-11-12, 08:56 PM
  3. Classe de Boas Novas - Classe de Cinco Dias
    Por SandraMac no fórum Sala dos Professores de Infantil e Juniores
    Respostas: 13
    Último Post: 16-08-12, 08:11 PM
  4. Gerações Baby Boom, X, Y e Z
    Por Roberto no fórum Curso Revitalizando o dinossauro Escola Dominical - Estratégias para o século 21
    Respostas: 2
    Último Post: 24-02-12, 07:28 PM
  5. Classe intergeracional - os problemas!
    Por Roberto no fórum Curso Revitalizando o dinossauro Escola Dominical - Estratégias para o século 21
    Respostas: 0
    Último Post: 22-02-12, 02:26 AM

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •