“Aborto por microcefalia motiva racha nas igrejas”


Após encontro com a presidente Dilma Rousseff, líderes religiosos defenderam que é preciso debater com a sociedade a descriminalização do aborto em meio à epidemia de zika. A posição diverge da anunciada semana passada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que afirmou que o aumento de casos de microcefalia no País não justifica a medida.

Segundo integrantes do Conselho Nacional das Igrejas Cristãs (Conic), o assunto não foi tratado na reunião com a presidente e ainda não há consenso. “Precisamos, sim, com urgência tratar da questão”, disse dom Flávio Irala, presidente do Conic e bispo da Igreja Anglicana. “A discussão sobre o aborto está entrando de forma meio enviesada, em função da microcefalia. O fato é que existe uma preocupação com as vidas de todos os envolvidos: mães, bebês e famílias”, afirmou, durante a cerimônia inicial da Campanha da Fraternidade Ecumênica (CFE), que discute o saneamento.

Isto É

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA image
*