MANUAL DA TRAIÇÃO ÉTICA

ENGENHEIRO CRIA SITE EM QUE A BUSCA POR UMA RELAÇÃO EXTRA-CONJUGAL É CONSENTIDA

Quando circulou a notícia de que hackers tinham invadido o Ashley Madison, um site de encontros que ajuda os casados a encontrarem um romance fora da vigilância do casamento, a Internet respondeu de uma maneira não lá muito simpática.

Nós lemos o Twitter para que você não precise fazê-lo, e o resultado é: se você trair e for descoberto, está recebendo o que merece. E se você trair e for descoberto porque colocou informação pessoal em um site especializado em traição cujo lema é “A vida é curta. Tenha um caso”, você está realmente recebendo o que merece.

Mas os casados que traem ganharam alguém para defender sua honra, um porta-voz: Brandon Wade, 45, fundador do novo site OpenMinded.com, que cuida de indivíduos e casais à procura de outros parceiros no que ele chama de “traição ética”. Isso envolve dizer à mulher que você será infiel, ou incluí-la na nova relação extraconjugal.

NADA DE MONOGAMIA

— A monogamia no sentido tradicional não está funcionando para a maioria de nós — diz Brandon, que está no terceiro casamento. — Não funcionou para mim. Há um movimento crescente de pessoas que conseguem ser honestas com os seus companheiros.

OpenMinded. com iniciou suas atividades em maio passado e, segundo Brandon, atualmente tem 150 mil usuários, com mais da metade deles identificando-se como casais que estão em relacionamentos abertos. Os integrantes do site, em sua maioria, são homens e 68% deles tem diploma universitário. Cerca de 40% está entre 18 e 35 anos.

Para iniciarem a viagem em direção ao poliamor, os usuários do OpenMinded. com preenchem um formulário com questões que refletem, é preciso dizer, uma mente aberta. A área de orientação pede a eles que se definam segundo “orientação romântica” e outros atributos. Já a área “Escolhas de vida” mergulha em assuntos como tolerância à maconha.

É possível designar o tipo de relação que se quer — monogâmica, poliamor, swing — e a identidade sexual da pessoa que se quer encontrar (são dezenas de opções, incluindo pangênero). Há ainda artigos que ajudam os iniciantes, coisas como “Como trair a sua mulher”. Este aconselha o homem a revelar sua vontade para a mulher antes de começar a ter um caso: “Espere uma reação de defesa,” diz o artigo.

Brandon conta que cresceu em Cingapura criado por uma mãe do tipo leoa. Estudou Engenharia Eletrônica no MIT e, mais tarde, decidiu empreender. Criou outros sites de encontros até chegar ao OpenMinded.

— A maior parte dos meus sites para encontros amorosos foi criada de acordo com as minhas necessidade pessoais.— explica, falando do futuro. — O OpenMinded é a minha evolução nos relacionamentos — encerra Brandon.

O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA image
*